h1

10:10. Perguntas frequentes

O que é o 10:10?

Esta ideia é inspirada no projecto 10:10 britânico (1010uk.org), um esforço nacional para reduzir as emissões do Reino Unido em 10% até ao fim do ano de 2010. O 10:10 britânico começou este ano e já reune como participantes mais de 50.000 casas, milhares de empresas e escolas, até o próprio governo, e recebe muita atenção da imprensa. Todas essas pessoas e empresas estão activamente a contribuir para parar as alterações climáticas por pequenas alterações aos seus hábitos de vida, casas e negócios, ao mesmo tempo que pressionam o governo britânico a agir rapidamente para cortar as emissões do país por inteiro. A convicção do projecto é que se o Reino Unido conseguir provar que cortes rápidos e profundos são possíveis a um nível nacional, então esse exemplo poderá mesmo inspirar os outros países muito poluidores a segui-lo.
A raiz do 10:10 é uma lista de 10 objectivos muito simples que as famílias participantes se comprometem a tentar alcançar durante o ano. Se conseguirem, então reduziram as suas emissões de carbono em cerca de 10%.
A nossa ideia partiu de poucas pessoas que acharam que era interessante tentar imitar o 10:10 em Portugal, começando com uma dimensão muito menor: entre poucas dezenas de casas. Essencialmente, pegámos nos 10 objectivos do 10:10 britânico, traduzimos para português, e fizémos algumas melhoramentos que passaram a ser possíveis por haver muito menos participantes.


O que significa mesmo participar na ideia?

1. Ler a checklist e estas de acordo com ela. Este é o primeiro passo, antes de participar. Existe uma checklist com 10 objectivos, cada qual tentando reduzir em 10% o impacto de diferentes fontes poluidoras (desde o uso excessivo de transportes poluentes, ao desperdício de energia ou água, ao consumismo exagerado). Muitos de nós não temos noção desses problemas, outros temos mas não lhes damos a importância que devíamos dar. A checklist aponta esses problemas, mas há muitas outras fontes com muita mais informação sobre esses problemas e o seu impacto. Um muito bom ponto de partida são os documentários de cinema “An Inconvenient Truth” de Al Gore, “Home” de Yann Arthus-Bertrand ou “The Age of Stupid” de Franny Armstrong. E, claro, a discussão com outras pessoas é muito útil para melhor entender cada problema. Se, estando informado, concordas que os 10 problemas na checklist são importantes: imprime-a, preenche-a e afixa-a lá em casa num sítio visível. Ah, e para sabermos que o 10:10 conta com mais uma casa (a vossa), indica-nos isso respondendo ao “Aceitas o desafio” no lado direito desta página.

2. Experimentar ideias para alcançar cada um dos 10 objectivos. Este é o próximo passo. A checklist tem, para cada problema, ideias iniciais sobre como reduzires o teu impacto para o problema, e propõe-te uma maneira simples de medires se já fazes o suficiente para, em 2010, reduzires em 10% a tua contribuição para esse problema. Para a maioria dos problemas, o objectivo de reduzir alcança-se com alterações fáceis e leves aos nossos hábitos de vida, algumas até divertidas. A maior dificuldade é mesmo experimentar diferentes ideias e ter alguma criatividade para descobrir ideias novas. É natural que alguns objectivos não sejam alcançados este ano, mas outros serão.

3. Partilhar as ideias de cada um com os outros.
Este é talvez a parte mais interessante.
À medida que cada um de nós descobre maneiras originais de reduzir as suas emissões em cada uma das 10 linhas, pode partilhá-la com os outros, que também estão a esforçar-se pelo mesmo. Os outros, sabendo dessas dicas, podem experimentá-las também, quem sabe com boas surpresas.


A checklist parece demasiado difícil de preencher. Preciso mesmo de a preencher?

A checklist é, para a maioria das pessoas, fácil e dura poucos minutos a preencher! Os únicos objectivos que não se preenchem de cabeça são os 2, 8 e 9. No entanto, preparámos-te esta página que faz todos cálculos necessários por ti. Só tens mesmo de encontrar algumas facturas velhas da luz, água e gás lá de casa. Nem precisam ser todas as facturas, duas ou três chegam.


Sei de outras pessoas que gostariam de participar também. Posso falar-lhes?

Claro, por favor. Quantos mais participarem, melhor.


Estou interessado em participar, mas nem todos os que moram comigo estão. Faz sentido participarem apenas alguns, e não todos, da casa?

Claro que podem ser apenas vocês. Quantos mais melhor, até porque alguns dos objectivos dependem de todos os que moram na casa, mas isso não é impeditivo.


Só soube desta ideia a meio do ano. Ainda posso participar?

Claro.


Gosto da ideia, e li a checklist e concordo com o que lá está. Isto não chega? Porque é que me pedem para vos avisar que participo e imprimir, preencher e afixar a checklist?

É importante participares de forma plena por várias razões. Primeira razão. Ao responderes ao “Aceitas o desafio?” no lado direito da página, passamos a saber que há mais uma (ou mais) casas e uma (ou mais) pessoas a participar. Logo, podemos aumentar o número de participantes que mostramos no site do 10:10, e sabemos que isso pode encorajar outras pessoas a participar também. Em especial os mais cépticos sobre estas questões. Segunda razão. Ao participares podes contribuir com os teus velhos truques ou ideias novas para poupar, para publicarmos aqui no site, e assim os partilhares com outros. O site já tem algumas dicas, submetidas por alguns participantes, mas poderia ter muitas mais, que muitas pessoas poderiam consultar, experimentar e comentar. Terceira razão. Imprimir a checklist, preenchê-la e segui-la à letra todos os meses obriga-te, com muito pouco esforço, a quantificar parte das tuas emissões (por exemplo, luz, água, gás, viagens de avião, carro), algo que raramente fazemos. Muitas vezes isso revela-nos coisas surpreendentes que nunca imaginavamos porque nunca olhámos de forma objectiva com atenção suficiente para a conta da luz, ou nunca contámos quantas viagens de avião fizeste no ano passado. Descobrir essas surpresas é bom porque permite-nos reagir nos nossos hábitos para reduzir essas emissões. Por exemplo, muitas pessoas nunca tiveram o cuidado de desligar o equipamento com stand-by ou informar-se sobre as vantagens de comprar lâmpadas economizadoras porque nunca olham para o seu contador da luz.


Olhei para a checklist e vi já que há um ou outro objectivo que falharei. Vale a pena inscrever-me?

Claro, podes sempre tentar conseguir os outros objectivos.


Para participar preciso divulgar alguns dados pessoais?

Não, todos participam de forma totalmente anónima. São vocês que os analisam e determinam se alcançaram cada objectivo.


Este ano fui obrigado a ter hábitos de vida mais poluentes que no ano passado, porque me mudei para outra casa com péssimo isolamento térmico, ou porque mudei para um emprego onde só consigo chegar de carro emprego. Como faço? Falho os objectivos todos?

Nesse caso, em vez de usares os valores de 2009 como referência, usa uma estimativa de como seria 2009 se já tivesses esses teus novos hábitos de vida.


Antes de ouvir falar nesta ideia, já tinha muito cuidado com o ambiente. Esta ideia não me vai ajudar em nada, porque já emitia o mínimo possível.

Nesse caso vais conseguir facilmente cumprir todos os objectivos, logo não te custa muito participar. Mais importante: certamente conheces e aplicas muitas ideias amigas do ambiente, que convinha partilhar a outros. Ao participares podes enviar essas dicas a muitas outras pessoas que estarão interessadas em conhecer essas novas ideias.


Não concordo com a ideia de divulgar os resultados mensais das casas todas. Posso participar sem divulgar os meus resultados?

Sim, é opcional. No limite, não tens de divulgar nada. Se tiveres dicas que te ajudaram a cumprir os objectivos, encorajamos-te a contares-nos as dicas, para as divulgarmos anonimamente aos outros. Se não te importares, podes também contar-nos os vossos resultados mensais, porque assim podemos ter uma percepção mais realista de como cada objectivo está a ser cumprido no global por todos os participantes. Mas, reforçamos: tudo isto é opcional.


Não tenho ainda informação suficiente sobre a necessidade de poupar nas emissões, para decidir se participo. Como posso informar-me para formar uma opinião mais fundamentada?

Um bom ponto de partida para conhecer essas evidências é ver os documentários de cinema “An Inconvenient Truth” de Al Gore, “Home” de Yann Arthus-Bertrand ou “The Age of Stupid” de Franny Armstrong. A web e as discussões com outras pessoas também são bons recursos.


Não acredito na hipótese de que estão para vir alterações climáticas catastróficas se não reduzirmos as emissões em 10% no curto prazo. Porque razão devo então participar?

Há evidências fortes e sustentadas por métodos científicos rigorosos de que essa hipótese é relevante e que, a acontecer, os seus efeitos serão catastróficos, a não ser que o mundo aja a tempo. Se, mesmo estando bem informado(a), não acreditas na hipótese de que estão para vir alterações climáticas catastróficas caso não reduzamos as nossas emissões, há factos indesmentíveis que sentes na tua própria cidade e país e que te dão muitas outras razões para tentarmos cumprir os objectivos. Por exemplo: os efeitos negativos da poluição atmosférica na saúde pública (objectivos como o 1, 2, 3, 6 podem minimizar essa poluição); o tráfego automóvel e estacionamento (legal e ilegal) excessivos na maioria das cidades portuguesas, em particular Lisboa (objectivo 3); os recursos naturais, como praias limpas ou áreas florestais, que se reduzem rapidamente devido a efeitos como poluição da água (objectivo 8) ou o excesso de lixo, tratado ou não (objectivos 5, 6 e 7); ou os efeitos nefastos da nossa dependência em combustíveis fósseis que só podemos importar (objectivos 2 e 9). Por isso, pensamos que há sempre grandes razões para participares com um pequeno esforço nos teus hábitos de vida.


Como é que preencho os campos iniciais dos objectivos que envolvem comparar com contas do ano passado (2, 8 e 9 da checklist)? Parecem complicados.

Não é tão difícil como parece, as contas mais complicadas nós resolvemo-las automaticamente por ti.
São uns poucos passos simples, todos explicados aqui: página para calcular os objectivos para 2010. Essencialmente, terás de estar perto do contador da luz/água/gás e ter na mão algumas facturas do ano passado/início deste ano.

Anúncios
%d bloggers like this: