Archive for the ‘1. Voar menos’ Category

h1

Tens mesmo noção de quanto um vôo polui?

08/03/2010

> Tens noção de que um vôo ida-e-volta Lisboa-Paris emite practicamente tanto CO2 por passageiro quanto tu emites no consumo de electricidade lá em casa durante o ano inteiro?

> Sabias que um vôo ida-e-volta Lisboa-Paris emite practicamente tanto CO2 por passageiro quanto tu poupas de deixares o carro desligado durante o ano inteiro?

> Sabias que ao combustível usado pelos aviões não é cobrado imposto; e que, se fosse mesmo cobrado um imposto idêntico ao que em Portugal é cobrado aos combustíveis em terra, uma viagem ida-e-volta Lisboa-Paris ficaria cerca de 150€ mais cara por pessoa? Com esse aumento terias feito todas as viagens que fizeste no ano passado?

> Tens noção de que, quando podes optar por trocar o avião pelo comboio. essa opção resulta em pelo menos dez vezes menos emissões por passageiro?

Não feches os olhos nem deixes que o marketing das viagens baratas de avião te engane. Informa-te.

Para muitos de nós, voar menos é o objectivo mais difícil de todos. Mas em muitos casos é possível reduzir em muito.

Ideias não faltam:

– Vai para fora cá dentro.
Dá mais importância a este velhinho slogan. Tens muito que explorar perto de ti, à distância de uma viagem de comboio, carro ou barco. Poupas em emissões e em tempo de viagem, ajudas a economia local, e em muitos dos casos divertes-te tanto como num destino remoto.

– Quando o destino o permite, opta pelo comboio, barco ou mesmo o carro.
Optar pelo comboio emite pelo menos dez vezes menos CO2 por passageiro que por avião. Comprova-o aqui. Barco e carro também são bem menos poluentes. Sim, provavelmente demora mais tempo, mas não tem de ser tempo perdido.

– Faz menos viagens, e com estadias mais longas.
Se vais mesmo fazer a tal viagem de avião, aproveita-a bem e tira mais dias de férias, em vez de fazeres duas ou mais viagens curtas de avião. Combate o conceito de viagem de avião de fim de semana: já reparaste que esse conceito não existia há poucos anos atrás e que só é possível para muitos porque as emissões de avião não são devidamente taxadas?

– Escolhe a viagem de avião mais curta.
Se tens mesmo de fazer a tal viagem de avião, sê exigente na tua escolha de itinerário. Não escolhas itinarários que percorrem o dobro da distância só porque assim poupas uns euros – sê responsável.

– Faz o mínimo de mudanças de vôo até ao teu destino
Talvez te surpreenda, mas a descolagem e aterragem consomem tanto combustível quanto 800 kms no ar! Por isso, se tens mesmo de ir de avião, faz um esforço por chegares ao destino com o mínimo de vôos diferentes. Se tiveres vôos directos para o destino, opta por esses, mesmo que sejam um pouco mais caros – poupas nas emissões e é muito mais rápido e confortável. Se não houver vôos directos para o teu destino, apenas para uma cidade próxima, então pondera apanhar esse vôo directo e depois chegar ao teu destino usando o comboio ou autocarro.

– Opta por videoconferência/teleconferência para evitares algumas viagens de trabalho
O objectivo de muitas viagens de trabalho pode ser assegurado à distância por videoconferência ou teleconferência, com custos monetários e ambientais residuais. Pondera estas alternativas sempre que tal faça sentido.

Muitos portugueses passam o ano todo sem fazer qualquer viagem de avião, ou fazem uma no máximo. Pensa bem se não és capaz do mesmo este ano.

h1

Voa menos, faz férias mais perto de casa

27/02/2010

Troca o o avião pelo comboio, faz férias mais perto de casa, menos vezes e mais longas, e experimenta fazer planos em que
te moves de bicicleta ou a pé quando chegas ao destino – igual tempo de descanso, muito menos emissões.

Deixa-nos dicas sobre como fazer isto de forma fácil e divertida, usando a caixa de comentários abaixo.